Prefeito de Maceió só discutirá sobre as eleições em agosto
16/03/2016 - 16h05 em Política

Foto: Pei Fon / Secom - Maceió

Rui durante entrega do terminal de ônibus do conjunto Osman Loureiro

Rui durante entrega do terminal de ônibus do conjunto Osman Loureiro

O anúncio de Cícero Almeida, que deve se filiar ao PMDB com intuito de disputar a Prefeitura de Maceió, não preocupa o atual prefeito e candidato à reeleição, Rui Palmeira (PSDB). O gestor afirmou na terça-feira (15) que não está preocupado com os possíveis adversários – entre eles também deve estar o deputado federal João Henrique Caldas (PSB) – para as eleições municipais deste ano e que só vai debater o tema a partir de agosto.

Durante entrega do terminal de ônibus do Conjunto Osman Loureiro, o gestor disse que deve continuar sua rotina de trabalho à frente da Prefeitura de Maceió.

Ao ser comparado com Almeida, em relação ao nível de penetração da periferia de Maceió, Rui falou que seu foco é trabalhar na cidade inteira. “A Prefeitura está com obras espalhadas por várias localidades da capital, como o Complexo Benedito Bentes, Jacintinho, Santa Amélia e Conjunto Divaldo Suruagy”, pontuou.

Em relação ao Governo do Estado, Rui Palmeira afirmou que continua segue aberto a novas parcerias que tragam benefícios para a cidade, independente de questões político-partidárias.

O prefeito de Maceió também afirmou que seu grupo político vem se fortalecendo e está fechado com partidos como o PP, PDT e PR, segundo ele, uma base maior do que na primeira eleição.

Em contato com o Jornal Tribuna Independente, o secretário de Comunicação do Município, Clayton Santos, destacou que a posição de Rui Palmeira não significa que ele esteja desvinculado do processo eleitoral.

“É claro que existe um panorama eleitoral, mas a orientação do prefeito é que o secretariado cuide da gestão. Em abril devemos entregar 50 novos ônibus e em maio teremos a integração total. Também pretendemos entregar a UPA [Unidade de Pronto Atendimento] do Benedito Bentes, mais de duas mil casas de programas sociais de habitação e o centro pesqueiro de Jaraguá”, afirma o secretário.

“O debate eleitoral virá no momento certo”, concluiu.

COMENTÁRIOS
PUBLICIDADE