Empresários pedem aumento de até 15% e valor da passagem pode chegar a R$ 4,02 SMTT diz que apresentará estudo com valor "bem abaixo" do proposto pelo sindicato da categoria
09/01/2018 11:58 em MACEIÓ ALAGOAS

Se depender dos empresários do setor de transporte, os macioenses terão que preparar o bolso para circular de ônibus pela capital. De acordo com a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), o sindicato que representa a categoria pediu um aumento de até 15% no valor da tarifa.

O reajuste elevaria o valor da passagem de R$ 3,50 para R$ 4,02. A SMTT, no entanto, nega que esse valor seja repassado para os usuários e afirma que deverá apresentar um estudo que indica um preço "bem abaixo" do proposto pelo Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros de Maceió.

O principal argumento utilizado pelos empresários é o de que o aumento dos insumos, somado a perda crescente de passageiros, estaria provocando prejuízos. As perdas serão acentuadas principalmente pela atuação dos transportadores clandestinos, como vans que fazem transporte intermunicipal.

"Nos foram apresentados os custos com insumos, com a perda de passageiros, com a atuação de clandestinos, com o pagamento de planos de saúde, com manutenção dos veículos. Mas, nós vamos sentar e discutir o que é viável", explica o superintendente da SMTT, Antônio Moura.

Segundo ele, o valor da tarifa será discutido em reuniões realizadas nesta terça e quarta-feira, quando serão apresentados novos estudos. A ideia é evitar um aumento significativo para o usuário. "Nós temos até fevereiro para chegar a um consenso e anunciar o valor da nova tarifa", acrescentou o superintendente.

Moura afirma que, ao mesmo tempo em que a SMTT deve observar as necessidades dos usuários, também deve buscar compreender as demandas do setor de transporte. "Nós não podemos quebrar o sistema de transporte, porque senão os maceioenses não terão como se locomover. Temos que buscar um equilíbrio, sempre com o melhor preço final possível para os usuários de ônibus", concluiu.

O Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros de Maceió informou, por meio de sua assessoria de comunicação, que não enviou nenhuma proposta oficial para a SMTT e que vai se pronunciar assim que houver uma definição sobre o valor da tarifa.

COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE