CRB quer aproveitar semana livre para se reencontrar com vitória
25/04/2018 18:45 em ESPORTES

De volta a Maceió, o CRB ganhou uma semana de preparação para tentar se reencontrar com a vitória - algo que o técnico Júnior Rocha desejava desde que chegou ao clube. É que o Galo vai voltar a campo somente na terça-feira, 1º de maio, exatamente uma semana depois da derrota para o Fortaleza, pela 3ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. E o resultado no Castelão ainda dá o que falar, pois, com o terceiro revés seguido, o time regatiano é o lanterna da competição.

Apesar do tempo de preparação, já não há tempo a perder. Isso porque as atenções começam a ser voltar para a pré-Copa do Nordeste, com o Galo fazendo o jogo da volta contra o Campinense na próxima semana. Derrotado por 1x0 em Campina Grande (PB), o CRB precisa no mínimo devolver o placar para tentar confirmar, nos pênaltis, sua participação na fase de grupos em 2019.

Porém, a folga da maratona de jogos não vai durar muito tempo, pois, após enfrentar o rubro-negro paraibano, o Galo terá pela frente o Atlético-GO já no sábado (5 de maio), em novo duelo pela Série B. E ainda sem pontuar no Brasileiro, o time de Júnior Rocha vai precisar do apoio de seu torcedor para fazer o dever de casa. Ao todo, o Regatas não vence há cinco partidas (18 dias) - a última vitória foi sobre o CSA (1x0), no primeiro jogo das finais do Alagoano.

Artilheiro do CRB na temporada, Neto Baiano voltou a balançar a rede nessa terça-feira, assinalando o único gol do Galo nas três primeiras rodadas da competição. Logo após a derrota para o Fortaleza, o atacante alvirrubro desconversou ao ser perguntado por repórter do SporTV se o início ruim seria um prenúncio de que, em 2018, seu time vai lutar para não cair.

- O CRB é um time grande e não vai ficar lá embaixo, não. Três jogos não dizem nada. Todas equipes vão sofrer alguma queda de rendimento ao longo da competição. Nosso grupo é qualificado, fruto do investimento feito pela diretoria. Portanto, não tem esse negócio de brigar para não ser rebaixado. A gente vai brigar é para subir.

Arbitragem

 

A diretoria regatiana, por sua vez, já anunciou que vai apresentar uma representação contra o árbitro baiano Marielson Alves Silva (CBF), que, nessa terça-feira, comandou Fortaleza 3x1 CRB. Para o Galo, ao menos dois lances influenciaram no resultado da partida em Fortaleza: gol legal de Neto Baiano não validado e pênalti não assinalado no lance em que o zagueiro Jussani tocou a redonda com o braço dentro da área.

COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE