Julgamento de prefeito acusado de estupro é adiado após argumentação do MPE
12/06/2018 12:16 em MACEIÓ ALAGOAS

O julgamento da denúncia de estupro de vulnerável contra prefeito afastado de Santa Luzia do Norte, Edson Mateus da Silva, foi suspenso na manhã desta terça-feira (12), após o procurador-geral de Justiça, Alfredo Gaspar de Mendonça Neto, sustentar que o processo deveria ser remetido ao primeiro grau de jurisdição.

O procurador geral argumentou que há uma decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), em dezembro passado, cassando o prefeito. 

De acordo com a assessoria do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL), o desembargador José Carlos Malta Marques decidiu interromper o julgamento para verificar se ainda há recurso pendente quanto a essa decisão da Justiça Eleitoral. Se houver, o processo será retomado na sessão seguinte, que deve acontecer na próxima terça-feira (19).

O caso

Em janeiro de 2016, Edson Matheus e alguns amigos não identificados teriam praticado, na presença de uma criança, ato libidinoso com um homem e uma mulher que estavam desacordados. 

Naquele mesmo ano, a Polícia Civil cumpriu mandados de busca e apreensão, encontrando, no celular do acusado, as imagens da ação criminosa.

 

Preso em dezembro, tomou posse como prefeito e voltou para a cadeia, no Quartel Geral do Corpo de Bombeiros, em Maceió, sendo afastado do cargo, em setembro do ano passado, após o TRE acolher, por unanimidade, ação por atos de improbidade administrativa.

COMENTÁRIOS

PUBLICIDADE